Busca: OK
Acesso Rápido:

A importância de normas e valores na vida das pessoas

Não há como se falar de normas sem falar em valores. Juridicamente falando, as normas se exprimem por meio de regras ou princípios. Os princípios expressam valores e as normas têm caráter eminentemente instrumental  – não que elas não expressem valores também.

Aqui neste texto vamos refletir um pouco sobre normas e valores morais.

As normas morais são regras de convivência social ou guias de ação, porque nos dizem o que devemos ou não fazer e como fazer.

Os valores morais são princípios filosóficos que norteiam o senso comum de qualquer indivíduo, variando em formas e costumes.
Estas variações de costumes, muitas vezes se confrontam com Tabus, de forma tal, que uma prática associada a um, pode ser repugnante e inaceitável aos olhos de outro. São esses valores, quando regados de bom senso comum e sabedoria, valorados como positivos, que acabam por normatizar um modelo de conduta, convertendo-se em normas morais, se tornando fonte de direitos e deveres.

Diante destas definições de normas e valores, fica evidente a importância de cada indivíduo ter bem definido seus valores morais. Isso o levará a um  encontro pessoal, na vida profissional, amorosa e social, muito prazeroso, sem desgaste físico e emocional, levando-o à felicidade plena. Sim, a felicidade, pois ela está nas coisas simples da vida, com base nos nossos princípios e valores recebidos ainda quando crianças pelos nossos pais ou responsáveis.

Além disso, torna se muito mais tranquilo entender e aceitar as normas e diretrizes que a vida impõe no dia a dia, seja em casa, no trabalho, no grupo de amigos, na igreja, onde quer que seja, quando se têm bem definidos seus valores.

Pode se afirmar que em todos os lugares, instituições (públicas ou privadas), sociedades, igrejas, ou mesmo em nossa casa, existem as normas internas que foram criadas com o objetivo de manter um alinhamento no foco principal da existência de determinada instituição.

Analisando tudo isso, você terá a convicção que em determinado momento da sua vida você irá encontrar normas que vão contra seus princípios (valores). Logo vais perceber que está diante de um cruzamento sem saber qual caminho seguir. Surge então o medo e a incerteza quanto à atitude correta a se tomar naquela hora. Neste momento, o melhor a se fazer é parar tudo e fazer uma analise dos dois lados, tanto da parte que envolve seus valores como também a parte a qual está impondo a norma.

Até que ponto sua atitude irá interferir sua felicidade?  Vai valer à pena? Sua família concorda com sua atitude? São perguntas ótimas a se fazer quando nos deparamos com situações em que somos forçados a tomar atitudes contrarias aos nossos valores. O importante é lembrar sempre que, toda atitude gera uma consequência, esta por sua vez pode ser boa ou ruim, por isso é extremamente importante pedir a opinião de quem está ao nosso lado neste momento. Com certeza será muito mais fácil superar as inconveniências geradas pela sua decisão tomada, quando puder contar com o apoio de quem realmente importa para você.

Por isso, é de suma importância ter seus valores morais bem definidos. Só assim os cruzamentos se transformarão em ponte para novos horizontes. E se por um acaso você ainda se sente inseguro quanto à definição dos seus valores, segue a dica de um link que achei interessante compartilhar com você e que vai lhe ajudar nesta definição: http://loungeempreendedor.com.br/2014/04/13/identifique-os-seus-valores-pessoais/

 Marisa da Silva Amado

Fontes utilizadas:

 https://jus.com.br/artigos/7527/normas-regras-e-principios;

http://www.ambito-juridico.com.br/site/index.php?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=4125

http://www.portaleducacao.com.br/administracao/artigos/32623/o-que-sao-normas-morais#ixzz40FmiliTI